PRÓ-TV

Se apartamento falasse!



Inaugurada em 14 de março de 1952, a TV Paulista, Canal 5, pertencia a um grupo de empresários paulistas, liderados por Luiz Fonseca de Souza Meirelles e Nestor Bressane Filho.

A emissora começou com um belo problema: sua sede era apenas um pequeno apartamento, no Edifício Liège, na Rua da Consolação, nº 2570. Os profissionais da emissora tiveram que usar também a garagem do prédio e um espaço para loja no térreo, para colocar a tv no ar. E tudo ao vivo, como era naquele tempo.

Os quartos do apartamento mediam 3 x 4. Num deles ficava a projeção, onde os filmes eram exibidos numa tela branca e focalizados pela câmera de tv. A cozinha virou laboratório de revelação dos filmes jornalísticos e a redação dos textos dos programas e jornais eram feitos na sala. O espaço era tão pequeno que toda a programação precisou ser adaptada à pouca possibilidade de movimentação de câmera.

Mesmo assim, realizou uma produção diversificada, com o esforço dos profissionais superando as dificuldades, como era comum nas emissoras de televisão nas décadas de 50 e 60. Sua produção de estreia foi um versão de “Helena”, de Machado de Assis, em capítulos escritos por Manoel Carlos.

Mas a emissora tinha um trunfo para se destacar: ela possuía recursos técnicos que a emissora líder da época, a Tupi, não tinha. A TV Paulista tinha também sua unidade móvel, um “ônibus” de externas, chamado de “telecruiser”. O veículo, adaptado para a tv, era um ônibus GM americano, igual aos ônibus de Nova York. Era o grande orgulho do canal 5.

Depois a emissora foi para a Rua da Palmeiras com estúdios maiores, auditório, e viveu outra fase. Nos anos 60 foi adquirida pelo empresário Roberto Marinho e incorporou o nome TV Globo a partir de fevereiro de 1968.

M.A.Z – ELMO FRANCFORT / 20-03-2017

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais